Pular para o conteúdo principal

Grupo de Reflexão: um serviço à Palavra, à Liturgia e à Caridade

O Serviço à Palavra acontece quando os grupos reúnem indo de casa em casa com a Palavra de Deus. Com isso é a Igreja que está indo ao encontro dos seus filhos dispersos. Neste encontro com a Bíblia, cresce o amor à Palavra de Deus, cresce também o conhecimento sobre a Bíblia. Ela deixa de ser o livro complicado para ser a Palavra que dá sentido à vida. “A tua Palavra é lâmpada para os meus pés, Senhor, e luz para o meu caminho” (Sl 119.105). A linguagem simbólica dos roteiros com suas comparações e com as chaves de leitura tornam a leitura da Bíblia mais fácil e faz com que a Bíblia seja lida de frente para a realidade. A Bíblia se aproxima do povo e o povo se aproxima da Bíblia. Os grupos ajudam a recuperar a dignidade humana: as pessoas ficam mais à vontade e têm oportunidade de dizer o pensam e o que sentem. É o espaço para aqueles que, em geral, não têm vez e voz. Enfim, a Bíblia é o caminho para conhecer Jesus e para nos levar a caminhar com Ele.
O Serviço à Liturgia acontece quando os grupos vão reconduzindo as pessoas para a participação na comunidade. Onde há grupo de reflexão há maior participação das pessoas na vida da Igreja. Além disso, o grupo vai desinibindo as pessoas. Depois de acostumar a fazer leitura no grupo, aparecem mais leitores para ajudar na liturgia da comunidade. Os grupos também despertam novos dirigentes de culto e novos animadores de comunidade e até ajuda a reforçar a cantoria. Os grupos de reflexão ajudam ainda a recuperar o sentido do Domingo como “Dia do Senhor”. Eles respondem ao apelo do nosso Papa e ao incentivo do projeto QVJ. Importa ainda destacar que o Plenário, apesar das dificuldades que vem enfrentando, é ele que dá o sentido maior de comunidade. O Plenário impede que os grupos se isolem e dá maior seriedade ao trabalho dos grupos, pois o que é trabalhado nos grupos deve ser levado ao plenário. É no plenário que os grupos manifestam o sentido maior de sua pertença à Igreja, ou seja, o Plenário expressa a eclesialidade dos grupos de reflexão.
O Serviço à Caridade acontece quando os grupos não param só na reflexão, mas passam para ações concretas. Não é sem motivo que em cada reunião há um convite para uma ação concreta. Além disso, os grupos de reflexão vão se tornando o canteiro das pastorais. Eles fazem surgir mais pessoas para assumirem seu lugar nas diversas pastorais da Igreja e, por meio delas fazem crescer o Serviço à Caridade. E ainda, é da firmeza adquirida na caminhada dos grupos que aparecem pessoas para assumir e organizar a participação dos cristãos nas associações, sindicatos e partidos. O leigo vai descobrindo o seu lugar na Igreja e na sociedade e vai respondendo a Deus na busca do Reino definitivo e no empenho para a construção de uma sociedade justa e solidária.
Em tudo isso vemos que os grupos de reflexão estão em sintonia com a caminhada da Igreja e prestam um importante serviço à evangelização assumindo pra valer estes três serviços permanentes do projeto “Queremos Ver Jesus”. Para quem já participa, reforce sua participação e procure envolver outras pessoas. Quem ainda não participa, procure participar. Você só tem a ganhar e nossa Igreja também ganha. Não nos envergonhemos de dar testemunho de Nosso Senhor... (cf. 2Tm 1,8).


Denilson Mariano 
marianosdn@yahoo.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

Grupo de Reflexão: Reuniões semanais e Plenário

As reuniões do grupo são todas as semanas, e sempre com as mesmas pessoas. Grupo sério não dispensa nem troca as reuniões semanais por nada. Quando um novato se interessar em entrar para o grupo, passem para ele o que é um grupo de reflexão, e como está o andamento do seu grupo. Não deixem a pessoa meio perdida.  Se procurou, é porque está querendo alguma coisa a mais, não é mesmo? Os assuntos das reuniões dos grupos exigem continuidade.Exigem permanência dos membros e fidelidade às reuniões(Hb 10,25). Não nos esqueçamos de que estamos falando de reuniões de estudo, de reflexão e treinamento para a missão. Por isso o animador e o secretário devem, de vez em quando, pedir a um ou outro membro do grupo para dirigir a reunião.  Assim essa pessoa vai se soltando aos poucos... ØEvitar comes-e-bebes nas reuniões de grupos de reflexão. A preocupação com essas coisas pode prejudicar a evangelização. Local da reunião: por causa da continuidade dos assuntos, as reuniões semanais sejam feitas nas ca…

Dez Mandamentos do Grupo de Reflexão

O que é um Grupo de Reflexão?

O Grupo de Reflexão é formado de pessoas que fazem opção de se organizarem em grupo, de forma permanente.  Fazem reuniões a partir da Bíblia para refletir e viver a Palavra de Deus. O objetivo do grupo de reflexão é o aprofundamento da Palavra de Deus e o treinamento para a missão. O grupo de reflexão existe para formar leigos missionários. Para as reuniões semanais do grupo e para o plenário mensal dos vários grupos da comunidade, nós temos os Roteiros que nos vêm da Diocese. É maravilhoso ver como a nossa Diocese apóia os grupos de reflexão. [1]1. ORGANIZAÇÃO MÍNIMA Para que possa haver verdadeira e frutuosa reflexão, os grupos são pequenos. De 10 a 12 pessoas. Passando de 12 membros, é bom criar um novo grupo. Mas criar, em comum acordo com a coordenação a nível de comunidade, como veremos logo a seguir, no número dois. Cada grupo precisa de um(a) animador(a) e um(a) secretário(a). Esses são os responsáveis pela organização de tudo com antecedência. Organizar as reuniões semanais dos…